6 de outubro de 2013

Samba de uma nota só...

Só porque ela está grudada que nem chiclete no pensamento e soando nos ouvidos o dia inteiro. Achei digna na voz da Vanessa da Mata, de autoria do Tom Jobim.


A letra é genial (que clichês,mas como descrevê-la?):

Eis aqui este sambinha feito numa nota só.
Outras notas vão entrar, mas a base é uma só.
Esta outra é consequência do que acabo de dizer.
Como eu sou a consequência inevitável de você.
Quanta gente existe por aí que fala tanto e não diz nada,
Ou quase nada.
Já me utilizei de toda a escala e no final não sobrou nada,
Não deu em nada.
E voltei pra minha nota como eu volto pra você.
Vou cantar com uma nota como eu gosto de você.
E quem quer todas as notas: ré, mi, fá, sol, lá, si, dó.
Fica sempre sem nenhuma, fique numa nota só

Beijos, Tom Jobim

Nenhum comentário:

21 dias com Elizabeth Elliot: Nada é meu (19)

 "If we hold tightly to anything given to us unwilling to allow it to be used as the Giver means it to be used we stunt the growth of...

•top sabores•