9 de outubro de 2013

Começo e f i m.

Entre um começo e um
                                                                                            f i m
Uma p(arte) fica outra(s) levam de  m i m.

E assim, nesse e t e r n o  (re)começo

 e fim transformo em palavras, enfim; esse ciclo em m i m.




Fonte da imagem: http://confabulandoimagens.blogspot.com.br/2011/10/o-pintor-plantava.html

6 de outubro de 2013

Samba de uma nota só...

Só porque ela está grudada que nem chiclete no pensamento e soando nos ouvidos o dia inteiro. Achei digna na voz da Vanessa da Mata, de autoria do Tom Jobim.


A letra é genial (que clichês,mas como descrevê-la?):

Eis aqui este sambinha feito numa nota só.
Outras notas vão entrar, mas a base é uma só.
Esta outra é consequência do que acabo de dizer.
Como eu sou a consequência inevitável de você.
Quanta gente existe por aí que fala tanto e não diz nada,
Ou quase nada.
Já me utilizei de toda a escala e no final não sobrou nada,
Não deu em nada.
E voltei pra minha nota como eu volto pra você.
Vou cantar com uma nota como eu gosto de você.
E quem quer todas as notas: ré, mi, fá, sol, lá, si, dó.
Fica sempre sem nenhuma, fique numa nota só

Beijos, Tom Jobim

3 de outubro de 2013

Sobre dançar na chuva quando a chuva vem...



 Quando chover, deixar molhar
Pra receber o sol quando voltar...








Chorar, sorrir também e depois dançar
Na chuva quando a chuva vem...

Good People (Spoiller Alert!), de David Foster Wallace

Leia o texto a seguir e somente após ter feito isso, volte e leia a análise: GOOD PEOPLE Two young Christians and an unwanted pregna...

•top sabores•