19 de abril de 2017

21 dias com Elizabeth Elliot: Nada é meu (19)


 "If we hold tightly to anything given to us unwilling to allow it to be used as the Giver means it to be used we stunt the growth of the soul. What God gives us is not necessarily “ours” but only ours to offer back to him, ours to relinquish, ours to lose, ours to let go of, if we want to be our true selves. Many deaths must go into reaching our maturity in Christ, many letting goes."
“Se nos segurarmos com força a qualquer coisa dada a nós, sem a disposição de deixar isso ser usado como o Doador quer que seja, então tolhemos o crescimento da alma. O que Deus nos dá não é necessariamente ‘nosso’ mas somente nosso para devolver a Ele, nosso para renunciar, nosso para perder, nosso para deixar ir, se quisermos ser quem verdadeiramente devemos ser. Muitas mortes devem acontecer para atingirmos maturidade em Cristo, muitos ‘deixar ir’.” (Elisabeth Elliot, Passion and Purity, traduzido pela Francine Walsh)
“Considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por cuja causa perdi todas as coisas.” (Filipenses 3:8,9)

“‘O Senhor o deu, o Senhor o levou; louvado seja o nome do Senhor’.
Em tudo isso Jó não pecou nem de nada culpou a Deus.” (Jó 1:21,22)
Uma das coisas que eu mais temo é o futuro. O que ele me reserva? O que eu irei perder ou ganhar? Muitas questões passam pela minha cabeça, mas aí eu lembro daquela frase do Abraham Kuyper que diz: “Não há um único centímetro quadrado em todos os domínios da existência humana sobre o qual Cristo, que é soberano sobre tudo, não clame: é meu!” e ela me faz estremecer pela sua grandiosa verdade. Sim! Deus é soberano sobre todas as coisas e nada, absolutamente nada é nosso; tudo é d'Ele! Quanta ingenuidade pensarmos que temos o controle do que quer que seja. O que me conforta é que o Senhor que reina soberano sobre tudo é o meu Pai e sabe executar todas as coisas para o nosso bem. Soli Deo Gloria!

Baixe o ebook aqui: 21 dias com a minha amiga Elisabeth

Nenhum comentário:

21 dias com Elizabeth Elliot: Nada é meu (19)

 "If we hold tightly to anything given to us unwilling to allow it to be used as the Giver means it to be used we stunt the growth of...

•top sabores•