31 de julho de 2009

Temperamental...



fleu..ti.co
1. Calmo.

Qualidades – Calmo, tranqüilo, cumpridor de deveres, eficiente, conservador, pratico, líder nato, diplomata, bem-humorado.
Defeitos – Calculista, temeroso, indeciso, contemplativo, desconfiado, pretensioso, introvertido, desmotivado.

Fonte: http://pt.wiktionary.org/wiki/fleum%C3%A1tico

Sim, eu sou assim!
Ultimamente tenho buscado informações sobre o assunto e descobri muitas coisas interessantes sobre o meu temperamento, fleumático...




Vamos por partes, primeiro precisamos entender o que é temperamento e o que isso influencia na nossa vida.Segundo o iDicionário Aulete, temperamento seria:

(tem.pe.ra.men.to)
sm.
1. Conjunto de traços que determinam o modo de ser, agir e reagir de uma pessoa (temperamento nervoso).
2. Índole, gênio, têmpera: ter um bom temperamento.
3. Moderação, comedimento, temperança.
4. Mistura, combinação.
5. Mús. Sistema temperado.
6. Hom. Conjunto das reações que diferenciam um indivíduo de outros com a mesma constituição física.
7. Psi. Interação entre traços psíquicos e fisiológicos de uma pessoa.
8. Ação ou resultado de temperar, de dar têmpera a; TÊMPERA
[F.: Do lat. temperamentum, i.]
Fiz algumas pesquisas por aí a respeito dos famosos 4 temperamentos na esperança de encontrar em algum lugar referências dele aos personagens da literatura. Ainda não descobri nada, mas vou continuar buscando até matar a minha curiosidade. O fato é que enquanto pesquisava sobre o assunto, acabei aprendendo e entendendo algumas coisas que eu pensava, agia e sentia.





A psicologia trabalha com quatro perfis psicológicos: sanguíneo, colérico, fleumático e melancólico. Eles são determinantes em nossas vidas, pois explicam o nosso comportamento nas mais diversas situações, bem como as escolhas que fazemos. Encontrei dois testes na net que são interessantes e quem desejar fazer, segue os links:
teste 1 e teste 2




FLEUMÁTICO

É calmo, frio e bem equilibrado, raramente explode em riso ou raiva, mantendo sempre suas emoções sobre controle. É o único tipo de temperamento coerente, mas tem muito mais emoção do que demonstra. Por gostar do convívio social, não lhe faltam amigos, mas sempre encontra algo de engraçado nos outros. É simpático e tem bom coração. Não se envolve nas atividades alheias, sendo muito capaz e eficiente. É conciliador e pacificador. São bons diplomatas, administradores, professores e técnicos.

Partes positivas e negativas do fleumático

Partes positivas:
· calmo · cumpridor · eficiente · conservador · prático · líder · diplomata · bem humorado

Partes negativas:
· calculista · Temeroso · indeciso · contemplativo · desconfiado · pretensioso · introvertido · desmotivado

Fraquezas e problemas causados pelo fleumático

Fraquezas: ser indiferente ao que o cerca, indolência, sabe como provocar os outros.
Problemas causados: magoa as pessoas através das suas piadas, não se esforça para realizar suas tarefas em ritmo satisfatório.
Fonte: http://edificacaobiblica.blogspot.com/2006/08/os-quatro-temperamentos-humanos.html

28 de julho de 2009

Uma lição passada pelo mestre...



-->
A lição de poesia
João Cabral de Melo Neto

1
Toda a manhã consumida
como um sol imóvel
diante da folha em branco:
princípio do mundo, lua nova.


Já não podias desenhar
sequer uma linha;
um nome, sequer uma flor
desabrochava no verão na mesa:


nem no meio-dia iluminado,
cada dia comprado,
do papel, que pode aceitar,
contudo, qualquer mundo.

2
A noite inteira o poeta
em sua mesa, tentando
salvar da morte os monstros
germinados em seu tinteiro.


Monstros, bichos, fantasmas
de palavras, circulando,
urinando sobre o papel,
sujando-o com seu carvão.


Carvão de lápis, carvão
da idéia fixa, carvão
da emoção extinta, carvão
consumido nos sonhos.

3
A luta branca sobre o papel
que o poeta evita,
luta branca onde corre o sangue
de suas veias de água salgada


A física do susto percebida
entre os gestos diários;
susto das coisas jamais pousadas
porém imóveis – naturezas vivas.


E as vinte palavras recolhidas
nas águas salgadas do poeta
e de que se servirá o poeta
em sua máquina útil.


Vinte palavras sempre as mesmas
de que conhece o funcionamento,
a evaporação, a densidade
menor que a dor ar.
( 1942- 1945)

Essa lição que o poema traz é muito reconfortante para nós, pobres mortais... Quem nunca teve
--> Toda a manhã consumida / como um sol imóvel / diante da folha em branco? Já tratei sobre o assunto no post dedicado aos mitos que cercam o ato de escrever e vimos que até os grandes e consagrados escritores sofrem/sofreram enquanto produzem/ produziam as suas obras.Cada texto que eu consegui produzir na vida foi praticamente um parto! O sangue corre das veias, pelo esforço diante da página em branco, exatamente como ele descreve no poema.O texto também mostra que toda a escolha lexical é pensada detalhadamente, pois elas não estão ali por acaso.Depois dessa, podemos respirar aliviados!

25 de julho de 2009

Sintaxe à vontade...




O teatro mágico é o teatro do nosso interior. A história que contamos todos os dias. E ainda não nos demos conta. As escolhas que fazemos em busca dos melhores atos, dos melhores sabores, das melhores melodias e dos melhores personagens que nos compõem, as peças que encenamos e aquelas que nos encerram. Nosso roteiro imaginário é a maneira improvisada de viver a vida, de sobreviver o dia, de ressaltar os tombos e relançar as idéias, o teatro nosso de cada dia
(Entrada Para Raros)


O Teatro Mágico é isso, é música, poesia, prosa, lirismo, arte e circo... Comecei a ouvir a banda por indicação de um amigo e não deu outra, foi amor ao primeiro som!A primeira música que ouvi foi Sobra tanta falta e já gostei de cara.
As músicas falam de amor, linguagem, crítica social de uma forma criativa e muito inteligente. Os jogos de palavras formam composições de forte teor metalinguístico, como no caso da música Zazulejo, cuja letra postei aqui no blog.

Tive a oportunidade de vê-los ao vivo e isso só aumentou a minha empolgação quanto ao grupo. O cenário é multicolorido, os integrantes da banda se apresentam de cara pintada e roupas de muitas cores.O show é composto por muita música, rápidas encenações, acrobacias no tecido e trapézio.


A proposta da banda, por ser independente, é a divulgação das músicas no meio virtual, através do Download dos cds de forma gratuita.Dessa forma, a magia do teatro se deixa alcançar pelas pessoas.Esse também é um dos assuntos que eles tratam na música Pena.
Para maiores informações acesse o site.
Fica aqui a sugestão para quem curte esse tipo de trabalho. Eu vos digo que vale a pena conferir! Fiz uma seleção de trechos e até de músicas inteiras que eu costumo ouvir com frequência.

Quanta mudança alcança
O nosso ser posso ser assim daqui a pouco não
Quanta mudança alcança
O nosso ser posso ser assim daqui a pouco
[...]
Reciclar a palavra, o telhado e o porão...
Reinventar tantas outras notas musicais...
Escrever o pretexto, o prefácio e o refrão...
Ser essência... Muito mais...
Ser essência... Muito mais...
A porta aberta, o porto acaso, o caos, o cais...
(... - TM)
Nossa casinha vazia
Parece pequena sem o teu balé
Sem teu café requentado
Soldado de chumbo não fica de pé (
A Bailarina E O Soldado De Chumbo - TM))

***

Que o teu afeto me afetou é fato ( A Fé Solúvel - TM)



O cara que catava papelão pediu
Um pingado quente, em maus lençóis, nem voz
Nem terno, nem tampouco ternura
À margem de toda rua, sem identificação, sei não
Um homem de pedra, de pó, de pé no chão
De pé na cova, sem vocação, sem convicção
( Cidadão de Papelão - TM)





Pra falar verdade, às vezes minto Tentando ser metade do inteiro que eu sinto Pra dizer as vezes que às vezes não digo Sou capaz de fazer da minha briga meu abrigo Tanto faz não satisfaz o que preciso Além do mais, quem busca nunca é indeciso Eu busquei quem sou; Você, pra mim, mostrou Que eu não sou sozinho nesse mundo.
[...]
Sou da cor, do tom, sabor e som que quiser ouvir (Cuida de Mim - TM)


De ontem em diante serei o que sou no instante agora Onde ontem, hoje e amanhã são a mesma coisa Sem a idéia ilusória de que o dia, a noite e a madrugada são coisas distintas Separadas pelo canto de um galo velho Eu apóstolo contigo que não sabes do evangelho Do versículo e da profecia Quem surgiu primeiro? o antes, o outrora, a noite ou o dia? Minha vida inteira é meu dia inteiro ( De Ontem em Diante- TM)



O moço toca flauta enquanto ela lembra das virtudes Esquecidas nas cavernas de seu coração. a melodia vai Ecoando por toda parte, desde os ouvidos até o pulmão. Ela tropeça nela mesma enquanto se enternece com o som Raro daquela flauta. e a tristeza transversal que até Então lhe preenchia dá lugar a uma euforia luminosa, Assim sem razão de ser, mas já sendo.(Ecoando Notas - TM)
***
Afinidade acontece. um mesmo signo, um mesmo par de Sapatos caramelo, um mesmo livro de cabeceira. Afinidade acontece entre seres humanos. a mesma frase Dita ao mesmo tempo, o diálogo mudo dos olhares e a Certeza das semelhanças entre o que se canta e o que Se escreve. afinação acontece. um mesmo acorde, um Mesmo som, uma mesma harmonia. afinação acontece entre Instrumentos musicais. a mesma nota repetidas vezes, a Busca pela perfeição sonora e a certeza das Similaridades entre um tom acima e um tom abaixo. a Incrível mágica acontece quando os instrumentos Musicais descobrem afinidades humanas entre si no Mesmo instante em que os seres humanos descobrem Afinações musicais dentro deles mesmos.(Mais e Menos - TM)
***
Teu sorriso eu vou deixar na estante para eu ter um dia melhor ( Menina - TM)

***

"O dia mente a cor da noite E o diamante a cor dos olhos Os olhos mentem dia e noite a dor da gente" Enquanto houver você do outro lado Aqui do outro eu consigo me orientar [...] Metade de mim Agora é assim De um lado a poesia, o verbo, a saudade Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim E o fim é belo incerto... depende de como você vê [...] Só enquanto eu respirar Vou me lembrar de você Só enquanto eu respirar ( O Anjo Mais Velho - TM)


***
Palavra Tenho que escolher a mais bonita Para poder dizer coisas do coração Da letra e de quem lê Toda palavra escrita, rabiscada No joelho, guardanapo, chão Ponto, pula linha, travessão E a palavra vem Pequena Querendo se esconder no silêncio Querendo se fazer de oração Baixinha como a altura da intenção na insegurança Vírgula, parênteses, exclamação Ponto, pula linha, travessão E a palavra vem Vem sozinha Que a minha frase invento pra te convencer Vem sozinha Se o texto é curto, aumento pra te convencer Palavra Simples como qualquer palavra Que eu já não precise falar Simples como qualquer palavra Que de algum modo eu pude mostrar Simples como qualquer palavra Como qualquer palavra. ( Palavra - TM)





O poeta pena quando cai o pano E o pano cai Um sorriso por ingresso Falta assunto, falta acesso Talento traduzido em cédula E a cédula tronco é a cédula mãe solteira O poeta pena quando cai o pano E o pano cai Acordes em oferta, cordel em promoção A Prosa presa em papel de bala Música rara em liquidação E quando o nó cegar Deixa desatar em nós Solta a prosa presa A Luz acesa Lá se dorme um Sol em mim menor Eu sinto que sei que sou um tanto bem maior (4x) O palhaço pena quando cai o pano E o pano cai A porcentagem e o verso rifa, tarifa e refrão Talento provado em papel moeda Poesia metamorfoseada em cifrão O palhaço pena quando cai o pano E o pano cai Meu museu em obras, obras em leilão Atalhos, retalhos, sobras A matemática da arte em papel de pão E quando o nó cegar Deixa desatar em nós Solta a prosa presa A luz acesa Já se abre um sol em mim maior [Eu sinto que sei que sou um tanto bem maior] (Pena - TM)

***

Como arroz e feijão, é feita de grão em grão Nossa felicidade Como arroz e feijão A perfeita combinação Soma de duas metades Como feijão e arroz que só se encontram depois de abandonar a embalagem Mas como entender que os dois Por serem feijão e arroz Se encontram só de passagem Me jogo da panela Pra nela eu me perder Me sirvo a vontade, que vontade de te ver O dia do prato chegou é quando eu encontro você Nem me lembro o que foi diferente! Mas assim como veio acabou e quando eu penso em você Choro café e você chora leite (Pratododia - TM)

***

"Os opostos se distraem
Os dispostos se atraem"
( Realejo - TM)

***

Separô toda a minha correria Separô o joio do trigo e da padaria Separô diante de mim quando minha tristeza era parte do dia Separô Dona Beleza de Dona Maria Separô o que não restava do que já não tinha Separô diante minha palavra e se fez poesia Separô pra ouvir meu protesto, meu gesto que - incerto - talvez não faria Separô o silêncio da dor me trazendo alegria Separô pra pensar no que a gente faria se não houvesse a poesia, se não restasse farinha pro nosso pão! Iria só até o fim Daria tudo e mais um pouco de mim Separa um tanto que o outro eu te dou Separa a chuva pra continuar flor! ( Separô - TM)

***

Saboreai! ^^

24 de julho de 2009

Minhas memórias de leitura...



-->
Meu encontro com a leitura foi bem interessante. Quando estava na idade da alfabetização, minha mãe foi procurada pela professora que estava preocupada com o meu rendimento escolar, pois estava na metade do ano e eu ainda não conseguia ler.Sabiamente, ela recomendou a minha mãe que comprasse quadrinhos, pois os mesmos auxiliariam o processo de alfabetização. Não deu outra, no mês seguinte eu desenrolei e virei a visitante mais fiel da biblioteca da escola.

Baseada nisso, fiquei pensando sobre os livros que já li ao longo da vida. Alguns foram lidos por puro prazer, outros por obrigação. Alguns livros exigem de nós um certo grau de maturidade, de conhecimento de mundo.O fato é que todos nós temos uma lista imensa de livros que pretendemos ler, mas são poucos os que colocam isso em prática. Alguns da lista que fiz abaixo tive a oportunidade de ler várias vezes em épocas diferentes da vida.Postarei aqui os 50 que consegui lembrar e tentei organizá-los por categoria:
Infanto-juvenil:

A Bolsa Amarela
A Ladeira da Saudade
A marca de uma Lágrima
A Terra Dos Meninos Pelados
Amor de Verão
As Aventuras de Tom Sawyer
As Viagens de Gulliver
Contos de Fadas
De Repente Dá Certo
O Leão, A Feiticeira e o Guarda Roupa
O Outro Gume da Faca
O Pequeno Livro Das Páginas em Branco
O Pequeno Príncipe
O Príncipe Caspian
Quadrinhos Disney
Reinações de Narizinho
Se... Será? Serafina?
Série Cris
Série Selena
Sozinha no Mundo
Tchau


Literatura Brasileira:

A Janela Mágica
A Moreninha
Angústia
Contos de Aprendiz
Dom Casmurro
Eles Não Usam Black -Tie
Estrela da Vida Inteira
Grande Sertão: Veredas
Helena
Infância
Iracema
Memórias de um Sargento de Milícias
Meus Poemas Preferidos
O Alienista
São Bernardo


Literatura Estrangeira:

A Ilíada
Eneida
O Evangelho Segundo Jesus Cristo
A prisioneira, da série Em Busca do Tempo Perdido
Os Lusíadas
La Gitanilla
Othelo
O Auto da Barca do Inferno

Literatura Contemporânea:
Cristianismo Puro e Simples
O Diário do Farol
O Lítio
O Monge e o Executivo
Os Quatro Amores
Pais Brilhantes, Professores Fascinantes

Uma Vida em Segredo

Existe um site muito interessante chamado shelfari, do qual faço parte. Ele consiste em montar a sua própria estante virtual que vai desde os livros que já leu até aqueles que algum dia você falou que gostaria de ler; sem contar que há possibilidade de fazer anotações sobre as suas leituras.Fica como dica para quem se interessar.
Fica o desafio para quem passar por aqui: que tal relembrar as leituras que você já fez?

"Prestar atenção ao que não foi dito, ler as entrelinhas. A atenção flutua: toca as palavras sem ser por elas enfeitiçada."(Rubem Alves)

Good People (Spoiller Alert!), de David Foster Wallace

Leia o texto a seguir e somente após ter feito isso, volte e leia a análise: GOOD PEOPLE Two young Christians and an unwanted pregna...

•top sabores•