5 de junho de 2012

Assassinei o "Soneto de Fidelidade". Perdão, Vinícius de Moraes...




SONETO DA REVISÃO TEXTUAL

De tudo ao texto dos outros serei atenta.
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto 
Que mesmo em face ao maior erro
não terei desencanto, ainda que dê risada do meu sofrimento.

Quero lê-lo em cada vão momento
E em seu lapidar espalhar minha revisão
E rir seu riso e derramar seu pranto
Ao seu pontuar ou seu descabimento.

E assim quando mais tarde me procure
Quem sabe o autor, angústia de quem revisa
Quem sabe a reescrita, fim de quem revisa

Eu possa me dizer dos textos (que li):
Que não seja imortal, posto que é "cilada, Bino!"
Mas que seja infinito enquanto corrigido.

7 comentários:

Brunno Soares disse...

ahahahaha
adorei
mt bom...
ri mto aki...

Rita Ribeiro disse...

Muito bom, Débora!
E divertido.
Você foi muito feliz na paródia a Vinícius!

Bjks!

Cristiane Muniz disse...

Ri muito aqui... rsrs Gente com bom humor e boa escrita é sempre bom conhecer! Abraços.

Vicenzo B. Z. disse...

Você tem algum e-mail? Vi você pedindo um álbum do leeland, tenho o link para baixá-lo aqui, caso ainda queira basta pedir! vicenzobzalesksi@gmail.com

Débora Oliveira disse...

Tô mandando o e-mail agora pra vc, Vicenzo e desde já obrigada ;)

Iaê Comunidade disse...

Muuito boa!
Essa experiência de revisar textos é incrível, tem q ter muita destreza...
hehehe
Muito criativo, parabéns!

Abraço.

Josiel Dias disse...

Ola querida irmã Débora Graça e Paz.

Parabéns por este blog tão legal, Deus continue te usando
para evagelização. Já estou lhe seguindo aproveito a oportunidade
para também compartilhar o nosso blog. Ficarei feliz por vossa visita
e mais ainda se nos seguir-nos.

Josiel Dias
Mensagem Edificante para Alma
http://josiel-dias.blogspot.com.br
Rio de Janeiro

21 dias com Elizabeth Elliot: Nada é meu (19)

 "If we hold tightly to anything given to us unwilling to allow it to be used as the Giver means it to be used we stunt the growth of...

•top sabores•