20 de agosto de 2009

Crise do quarto de vida?


De vez em quando me pego pensando porque algumas coisas já não mais têm graça, enquanto outras me dão tanto prazer.

Meu circulo de amizades é cada vez menor, embora a cada dia conheça novas pessoas, em diversos lugares que freqüento. Há alguns anos eu diria que todos que conheço são “amigos”.
O tempo não passou só pra mim, pois está cada vez mais complicado reunir os amigos que partilharam do meu passado. Cada um foi pra um lado, trabalho, estudos, casamento e namoro estão entre os motivos mais freqüentes de tantos desencontros. Vamos marcar? Vamos mesmo! Os dias, as semanas, os meses, os anos passam e ninguém marca coisa nenhuma. Os encontros passam a ser casuais. E olhe lá!

As aglomerações já não têm mais graça. Encarar o show da sua banda preferida, no meio do povão é quase insano.
Percebo que os grupinhos da escola eram passageiros e que os amigos de verdade de alguma forma me acompanharam em momentos posteriores e outros podem até não ter feito isso, mas descobri que são especiais e sinto saudade deles.

Quando olho pra minha vida profissional, percebo que ainda tenho muitos degraus para alcançar. A vida de adulto não é fácil mesmo. As escolhas incomodam muito mais agora. O que eu quero ou não quero irá influenciar um futuro bem próximo.

Minhas opiniões estão formadas, sou capaz de brigar por elas.

Olho pra trás e fico pensando se a vida era menos complicada do que agora. Mas não posso me prender a isso e continuo caminhando pra frente...
Meu futuro anda quase que lado a lado com o presente. O tempo parece voar... Como assim, ontem eu tinha 15 anos? E agora eu tenho vinte e poucos? Pare o tempo, eu quero descer!!!!

Carpe Diem!
"O tempo passa e engraxa a gastura do sapato. Na pressa a gente não nota que a lua muda de formato..."

*Baseado em um texto chamado “Síndrome dos vinte e tantos...”, que recebi de uma amiga por e-mail. Desconheço o autor...

9 comentários:

Anderson Butilheiro disse...

Meu DEUS!! Eu tô quase chegando!!

=p

Tobias disse...

Conheço bem isso daí, Débora... A vida vai afastando de nós alguns amigos (vc de mim, por exemplo), pessoas especiais que deixaram pegadas em nossas almas - e de vez em quando bate uma vontade de seguir essas pegadas e ver onde elas vão dar, antes q uma onda qualquer as apague. É uma saudade boa, mas meio triste, essa.

Obrigado pela visita ao meu blog - e mil vezes obrigado por me apresentar a'O Teatro Mágico: 'tou adorando, uma poesia encantadora e que faz um bem danado!

Xêro

Alexandre Silva disse...

Bom, respondendo: o vídeo q o Curancha falou é mais uma produção nossa, só que ainda ñ deu pra upar. Ou melhor, deu, só que o Youtube arrumou um problema com ele, sabe como é. E já add seu twitter lá tb ^^

Vamos ao texto:
Ainda ñ cheguei a um quarto e já me identifico com o texto inteiro :P
É legal que eu vejo meus amigos de infância umas 2x por ano... pelo menos, a coisa ñ muda cada vez q se encontra parece q a gente se viu ontem. Isso continua...
Qto as aglomerações... desde os 18 eu já mudei os hábitos, rsrs

Debby disse...

Andy, nem vem, nessa aí vc já chegou, haha! =p

Aww, Tobias! Precisamos resgatar o nosso contato né? Amizades como a nossa não passam assim despercebidas! =] Que bom que curtiu o Teatro Mágico, huhu!

Alexandre, quando conseguir enviar o vídeo lá, me avisa, pois quero ver! =]
Que bom que tu consegue reunir os seus amigos de infância com tamanha frequência, isso nos faz muito bem!
Haha, pelo jeito todos chegamos ao quarto de século, nem que seja só na cabeça! ^^

Junia disse...

Debba, que texto legal!

Eu tenho mais ou menos o mesmo tipo de pensamento. A vida vai sim ficando mais complicada, embora eu ache que quanto mais difícil ela seja, maiores são as alegrias também.

E realmente interessante isso que você disse sobre nossas decisões afetarem um futuro próximo. É fácil fazer planos para o futuro quando estamos na escola e temos várias opções pela frente, mas o que fazer quando já estamos nesse futuro, e as opções não são tantas assim?

Envelhecer é melancólico às vezes.


upponi

Mimi disse...

Ok, agora vc precisa receber um e-mail contando as delícias de ter 20 e poucos anos!
Porque tem que ter alguém que ache graca na vida adulta, além dos pré-adolescentes x)

Debby disse...

Tem razão, Mimi! :D

GABRIEL, gustavo disse...

Ah, depois eu comento, visse?

Quando eu tiver ao menos entrado na crise...

Presságio disse...

gostei do post! estou vivendo isso! nossa que tenso! =O

21 dias com Elizabeth Elliot: Nada é meu (19)

 "If we hold tightly to anything given to us unwilling to allow it to be used as the Giver means it to be used we stunt the growth of...

•top sabores•